COAMOS: José Dirceu faz chantagem com ministro do STF, Luís Roberto Barroso?

Em meio há diversas mensagens em notícias no período atual, é preciso cuidado com o que se recebe e lê. Recebemos no WhatsApp uma mensagem com tom alarmista e erros de português dando uma notícia sobre a reunião do presidente Jair Bolsonaro com o diretor da CIA, e que José Dirceu estaria articulando no exterior “R$ 5 milhões” para deputados e senadores votarem contra a medida que estabelece o voto impresso ou auditável, já para as eleições de 2022.

Como já destacamos logo no início dessa checagem, a mensagem apresenta tom alarmista e erros de português, isso são sinais de que pode ser um texto desinformativo. Além disso, não foram divulgadas informações sobre o que foi tratado durante a reunião entre o presidente e o diretor da CIA, William Joseph Burns, que ocorreu no dia 1 de julho. No mais, informações indicam que a maioria dos políticos são contra a medida, o que não faz sentido pagar para que os mesmos votem contra.

Casos envolvendo Barroso e Moraes

A mensagem ainda destaca outras informações que não são comprovadamente verdadeiras, como a da chantagem de Dirceu a Barroso. O boato teria começado a se espalhar na internet após um tweet de Bolsonaro, sobre uma chantagem feita a um juiz estava fazendo com que a autoridade levantasse processos contra o presidente e os seus filhos. O presidente não deu nomes, de quem é o juiz e quem é a pessoa por trás da chantagem, apenas se dirigiu ao chantagista usando o nome fictício de “Daniel”. 

Os nomes de Barroso e Dirceu sequer aparecem na postagem, mas só isso foi o suficiente para os bolsonaristas começarem a supor que seriam o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e o ex-ministro. Tudo isso ligando a fatos passados já desmentidos por agências de fact-checking e sites de notícias. 

O boato nasceu de um texto atribuído a “João Macedo Costa – Jornalista Político”, que não existe. Barroso teria um “apartamento de luxo” em Miami, custeado pelo médium João de Deus, onde viveria “sua vida miserável de bissexual”. Barroso teria se encontrado com adolescentes “agenciados” por João de Deus e que José Dirceu, sabendo disso, teria gravado alguns encontros e chantageado o ministro. Falso.

Outro nome que a mensagem também apresenta é o de Alexandre de Moraes, o caso apresentado também é falso. O boato vem de uma foto manipulada que mostra presidiários da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) com uma faixa em apoio à indicação de Alexandre de Moraes ao Supremo Tribunal Federal. Na faixa da fotografia original, do fotógrafo Alex Silva (Estadão Conteúdo), que supostamente estava escrito o nome de Moraes, aparece a frase: “Contra a opressão”.  Ou seja, também é falso.

A COAR ressalta que ao receber uma mensagem duvidosa, desconfie e não forneça seus dados antes de ter certeza de que é verdadeira. Qualquer dúvida nos contate pelo nosso WhatsApp (86) 99517-9773 ou pelo Instagram (@coarnoticias).

Escrito por: Kryssyno Oliveira

Referências da COAR:

Carta Capital

Fórum

O Hoje

G1

Publicado por coarnoticias

Iniciativa de Fact-checking no Piauí

Um comentário em “COAMOS: José Dirceu faz chantagem com ministro do STF, Luís Roberto Barroso?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: